Search
Close this search box.

Dia de Campo Amipa 2022 é marcado por novidades tecnológicas e conhecimento técnico

O Dia de Campo Amipa foi bastante elogiado por sua estrutura, organização e conteúdo técnico. Crédito Cheese Filmes/Acervo Amipa.

Mais de 550 pessoas compareceram ao Dia de Campo Amipa 2022, entre produtores (familiares e empresariais), industriais têxteis, autoridades, pesquisadores, consultores, especialistas, tradings e outros. Edição bastante aguardada, por ser a primeira realizada presencialmente após dois anos de pandemia, foi bastante elogiada pelos visitantes em razão de seu alto conteúdo técnico, nível de participantes, organização e apresentação de novidades tecnológicas. O evento foi realizado pela Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), no último dia 7 de julho de 2022, em sua Fazenda Experimental localizada no distrito de Santana de Patos, município de Patos de Minas (MG).

As atividades tiveram início às 8h, com visitas em grupos aos campos de competição de variedades de algodão, onde os participantes puderam conhecer os cultivares plantados na safra 2021/2022 nas estações Amipa, TMG, Basf/Fibermax e J&H, e ouvir apresentações de novas tecnologias e manejos. Além das visitas guiadas, o evento contou com exposição de maquinários agrícolas, veículos, estandes de empresas ligadas ao agronegócio, palestras e, claro, oportunidades para gerar negócios e estabelecer parcerias.

Neste ano, a Associação montou seu estande institucional com quatro espaços distintos, nos quais os participantes puderam conhecer algumas de suas principais atividades: Central de Classificação de Fibra de Algodão (Minas Cotton), com divulgação dos serviços prestados pelo laboratório; Fábrica de Produtos Biológicos (Biofábrica), com exposição do produto Crisopídeo Amipa®, um dos biológicos produzidos pela Associação para controle de pragas na agricultura, e do drone usado na dispersão dos produtos nas lavouras; parceria de cooperação técnica com a Embrapa Algodão e Universidade Federal de Viçosa (Campus Rio Paranaíba) para desenvolvimento de pesquisas em prol da cotonicultura mineira; e Fundo Social Algobom, projeto gerido pela Amipa que apoia e incentiva ações de natureza social em comunidades rurais ou urbanas, especialmente em municípios produtores de algodão no estado.

Importante destacar a presença de caravanas. Uma delas, com 46 pessoas vindas da região do norte de Minas Gerais, foi composta por agricultores familiares da região de Catuti, Mato Verde e Jaíba, acompanhados dos seus prefeitos, que vieram especialmente para prestigiar o evento. Outra comitiva veio de Pirapora, com novos produtores entrantes no algodão; e, ainda esteve presente uma delegação africana com técnicos vindos de Benin, Senegal e Costa do Marfim.

Palestras

A abertura do evento foi feita pelo presidente da Amipa Daniel Bruxel e o vice-presidente Inácio Carlos Urban, que deram as boas-vindas aos participantes. Em seguida, foi dada a palavra ao prefeito de Patos de Minas, Luís Eduardo Falcão; ao deputado federal José Vitor; ao coordenador do Programa Mineiro de Incentivo à Cultura do Algodão (Proalminas), Feliciano Nogueira de Oliveira; e à ex-secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Ana Maria Soares Valentini. Ao final, foi exibido um vídeo com a fala do governador Romeu Zema parabenizando a Amipa pela realização de um evento desse porte.

Após a cerimônia de abertura, teve início a última e muito aguardada atração do evento: as palestras. A primeira foi ministrada pelo analista de pesquisa e análise setorial para o mercado de insumos do Rabobank, Bruno Fonseca, sobre o tema “O custo dos insumos afetando as margens dos produtores”.  Em sua fala, Bruno analisou o aumento dos preços dos defensivos, fertilizantes e diesel, assim como o pré e pós-guerra na Ucrânia, uma vez que em 2021 a Rússia foi responsável por 22% das importações de fertilizantes no Brasil. Segundo ele, isso trouxe aumento no custo operacional em um mercado que vive a queda no preço do algodão – mas conclui que a margem de lucro ainda é atrativa. No curto prazo, apontou como ponto de atenção no cenário internacional a questão do lockdown na China, principal fornecedor do glifosato.

O segundo palestrante foi Augusto Nunes, apresentador do Direto ao Ponto e integrante do programa Os Pingos nos Is, avaliando os “Cenários e tendências políticas econômicas”. O jornalista defendeu as posições do governo federal, enalteceu as privatizações, elogiou as reformas trabalhistas e previdenciárias e criticou posicionamentos do Supremo Tribunal Federal. Também debateu a atuação de parte da imprensa como militante política, prejudicando o cenário eleitoral no país.

Na palestra final, Leandro Zancanaro, engenheiro agrônomo e proprietário da Raízes Consultoria Agrícola discorreu sobre o tema: “Ambientes de produção, sistemas de produção e manejo da adubação na cultura do algodão”. Começou explicando o significado dos termos do título da palestra, seguido da apresentação do Mapa NDVI (Índice de Vegetação da Diferença Normalizada), exemplo de como as imagens de satélite podem ser processadas digitalmente para uso na agricultura. Também apresentou os resultados dos experimentos realizados no Mato Grosso em 11 safras e mostrou as figuras fundamentais para correção do solo e as exigências nutricionais para produção de algodão e expectativas de produtividade, comparando com a soja e o milho.

Para o presidente da Associação, Daniel Bruxel, “o Dia de Campo Amipa 2022 foi programado com todo o carinho para que pudéssemos apresentar o melhor que existe em termos de novas tecnologias e temas atuais, como política e mercado de algodão – o que está acontecendo, principalmente em termos de insumos, custo importante de nossa atividade que está num momento muito difícil. O intuito foi nos reunirmos para conversarmos um pouco, falar as novas tendências, encontrar velhos e novos amigos. Estamos muito felizes e satisfeitos por mais este evento, realizado após dois anos que não tivemos por causa da pandemia, e acreditamos que em 2023 viremos mais fortes, com mais novidades, e se Deus quiser, no próximo ano estaremos juntos para mais um Dia de Campo Amipa”.

Parceria

O Dia de Campo Amipa 2022 contou com o patrocínio das empresas Autus Chevrolet, Basf, Bayer, Cooperativa dos Produtores de Algodão do Estado de Minas Gerais (Cooperpluma), Ditrasa, ExclusivaBio, FMC, Girassol Agrícola, Ihara, J&H, Lallemand, Maqnelson, Moraes Equipamentos Agrícolas, Rabobank, Syngenta, Tama e TMG.

Assista a mensagem do presidente da Amipa.

Silvia Alves – assessora de imprensa Amipa
imprensa@amipaweb.com
(34) 9 9878-9905

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Matriz: Rua Major Gote, 585 – 5º andar, salas 501/502 | Patos de Minas (MG) | CEP 38700-107
Filial 1: Central de Classificação de Fibra de Algodão (Minas Cotton) – Rua Francisco Cândido Xavier, 50 | Uberlândia (MG) | CEP 38405-352 | Tel.: +55 (34) 2589-8900
Filial 2: Fábrica de Produtos Biológicos (Biofábrica) – Rua Francisco Cândido Xavier, 50 – 1º andar | Uberlândia (MG) | CEP 38405-352 | Tel.: +55 (34) 2589-8900

© 2023 – Associação Mineira dos Produtores de Algodão (AMIPA) – Todos os direitos reservados.