noticias/94592-
AMIPA - Notícias > Visita ao Norte de Minas apresenta aos parceiros da cotonicultura mineira projetos para desenvolvimento do algodão na região do semiárido

Notificação

Coloque aqui a descrição do alerta pelo parametro 'desc'!
Fechar

22 anos

UMA ASSOCIAÇÃO DE FIBRA

Beneficiamento

BANCO TÉCNICO

Clique na imagem para ver detalhes.

Notícias

09/09/2021

Visita ao Norte de Minas apresenta aos parceiros da cotonicultura mineira projetos para desenvolvimento do algodão na região do semiárido

Sílvia Alves Fonte: Amipa
Visita ao Norte de Minas apresenta aos parceiros da cotonicultura mineira projetos para desenvolvimento do algodão na região do semiárido

 

 

 

A Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), em parceria com a Cooperativa dos Produtores Rurais de Catuti (Coopercat), promoveu no dia 2 de setembro um dia de visitas à região do Norte de Minas com o propósito de mostrar “in loco” as ações concebidas dentro do Programa de Retomada do Algodão no Norte de Minas para fomentar o desenvolvimento da cotonicultura familiar em Minas Gerais.

 

 

O primeiro compromisso da agenda foi a visita à Fazenda Ferraz, do produtor associado José Alves de Sousa, para apresentação do sistema de irrigação por gotejamento e tanque escavado – projeto da Amipa, com apoio da Coopercat e do Programa Mineiro de Incentivo à Cultura do Algodão (Proalminas) por meio de recursos financeiros do Fundo de Desenvolvimento da Cotonicultura no Norte de Minas (Fundo Algominas). A tecnologia de irrigação foi instalada com o objetivo de viabilizar o aumento da produção e da produtividade do algodão cultivado em pequenas áreas no semiárido mineiro, região com predomínio do clima extremamente seco.

 

 

Em seguida, aconteceu uma visita à Fazenda Lagoa Escura, do produtor associado Custódio Lopes Martins, onde os participantes puderam conhecer a área plantada e avaliar a produtividade do algodão. Nessa oportunidade os visitantes também acompanharam a colheita da pluma realizada pelo protótipo de colheitadeira desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – unidade Embrapa Algodão – com adaptação para colher pequenas áreas.

 

 

O ponto alto da programação foi a visita ao Centro de Difusão de Tecnologias Algodoeiras de Catuti (MG), idealizado para se tornar uma referência em agricultura familiar do setor algodoeiro para o Brasil, África e América Latina ao viabilizar um espaço de compartilhamento e troca de experiências e boas práticas brasileiras com outros países. Sua estrutura já conta com escritórios, salas de reunião, treinamentos, sede da cooperativa e um galpão, que receberá em breve uma usina de beneficiamento de algodão que vai beneficiar os 125 agricultores familiares de 12 municípios da região.

 

 

Atualmente, a produção local é beneficiada em uma miniusina que opera no município vizinho de Mato Verde, o que impõe aos pequenos produtores uma espera de até nove meses para beneficiamento da produção. Com a nova planta, prevista para ser inaugurada em março de 2022, esse prazo deve cair para cerca de três meses.

 

 

“A capacidade de processamento, que é de três mil quilos por dia na miniusina utilizada atualmente, saltará para 23 mil quilos diários após a conclusão da nova unidade. Com isso, devemos ampliar e muito a área plantada", afirma o gerente técnico da Coopercat, José Tibúrcio de Carvalho Filho.

 

 

O Centro foi construído pela Amipa em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), Universidade Federal de Lavras (UFLA), Prefeitura Municipal de Catuti, Coopercat e Proalminas.

 

 

Diversas autoridades acompanharam as visitas, como: Ana Maria Soares Valentini, secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa); João Ricardo Albanez, subsecretário de Política e Economia Agropecuária da Seapa; Daniel Bruxel, presidente da Amipa; Adelino Lopes Martins, presidente da Coopercat; Alderi Emídio de Araújo, chefe-geral da Embrapa Algodão; Otávio Maia, diretor presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG); Gustavo Prado, diretor técnico do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA); Delermando França, prefeito de Catuti; Arlen Santiago, deputado estadual; Marcelo Freitas; deputado federal; entre outras.

 

 

Para Daniel Bruxel, presidente da Amipa, a visita foi oportunidade única para que autoridades e parceiros pudessem ver pessoalmente os projetos desenvolvidos na região, os quais propiciaram apoio técnico aos pequenos agricultores e acesso às novas tecnologias, o que ajudou a aumentar significativamente a produtividade no semiárido mineiro e melhorar a qualidade de vida de mais de cem famílias da região.

 

 

Irrigação de áreas algodoeiras no semiárido mineiro

 

O sistema de irrigação por gotejamento, instalado por meio da construção de tanques escavados com uso de geomembranas, tem garantido aos produtores associados a oferta de água nos períodos críticos de seca, evitando o estresse da planta e comprometimento da produtividade no semiárido mineiro. Este projeto da Amipa tem o apoio técnico da Coopercat e parceria com o Proalminas, Fundo Algominas e Fundácion Solidaridad. A Associação iniciou o projeto de instalação de kits de irrigação em 2016 e até agora viabilizou a montagem de 30 unidades, tecnologia que trouxe aumento na média de produtividade do algodão em caroço que antes da irrigação era de, no máximo, 50 arrobas por hectare e agora é de 200 arrobas.

 

 

“É uma satisfação ter a oportunidade de conhecer pessoalmente o resultado de uma política pública, que vem sendo desenvolvida há quase duas décadas, trazendo resultados para os agricultores familiares. Esta política pública modificou a realidade, trazendo oportunidade, renda e melhora da qualidade de vida da população”, avaliou a secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini.

 

 

Mecanização da colheita

 

A visita à fazenda Lagoa Escura, do produtor associado Custódio Lopes Martins, foi programada para apresentar a avaliação de produtividade do algodão e a colheita mecanizada realizada com protótipo da Embrapa Algodão. O equipamento faz parte de um kit que a Embrapa Algodão desenvolveu para contribuir com o cultivo do algodão por agricultores familiares.

 

 

O teste com o protótipo no semiárido mineiro é parte da ação conjunta entre organizações nacionais e do exterior, voltadas à cotonicultura familiar, a exemplo do Projeto + Algodão Fortalecimento do Setor Algodoeiro Sul-Sul, com suporte da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). 

 

 

Segundo Alderi Emídio de Araújo, chefe-geral da Embrapa Algodão, o objetivo é “oferecer condições para garantir a sustentabilidade da produção de algodão no Norte de Minas com uma abordagem sistêmica, com a colaboração de instituições brasileiras reconhecidas por seus conhecimentos e experiência em pesquisa e políticas públicas, assistência técnica e extensão rural, comercialização e organização da cadeia de valor”.

 

 

Foto 1: Secretária de Agricultura, Ana Valentini, é recepcionada em Catuti pelo presidente da Amipa e demais autoridades.

 

Foto 2: Projeto de irrigação por gotejamento tem mudado a produção de algodão da agricultura familiar no Norte de Minas Gerais

 

Foto 3: Autoridades visitaram campos de algodão para conhecer os projetos voltados para o pequeno agricultor.

 

Foto 4: À esquerda, Alderi Emídio (chefe-geral da Embrapa Algodão), Daniel Bruxel (presidente da Amipa), Ana Valentini (secretária de Agricultura de Minas Gerais), Lício Pena (diretor-executivo da Amipa) e Adelino Lopes (diretor regional da Amipa).

 

Foto 5: Secretária Ana Valentini conhece protótipo de colheitadeira da Embrapa  Algodão.

 

Foto 6: Centro de Difusão de Tecnologias Algodoeiras de Catuti (MG) é apresentado à secretária de Agricultura

 

Foto 7: Presidente da Amipa discursa na cerimônia de encerramento da visita ao Centro.

 

Crédito: Portifólio/Amipa

 

Silvia Alves

Assessora de imprensa da Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa)

silviamaria1551@gmail.com

WhatsApp: (61) 99606-9905

 

Siga a Amipa:

Insta/Face: @amipa.algodaomg

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCIzT7SEpgyHeQce9PzUdHEg

https://amipa.com.br

Voltar para a lista

Querido usuário: Atualize seu navegador

Identificamos que seu navegador está desatualizado e não consegue exibir complementamente este site, atualize-o.

Atualizar seu navegador

Infelizmente não existem versões mais recentes do seu navegador disponivél para seu sistema operacional(Windows XP ou inferior), com base nisto disponibilizamos abaixo o Google Chrome Frame, um complemento para seu navegaor que habilita a compatibilidade do site.

Clique ao lado para instalar o Google Chrome Frame e habilitar a compatibilidade do nosso site no seu navegador, após a instalação reinicie seu navegador.

Atualizar seu navegador

Seu navegador possui uma versão mais recente, atualize-o para poder acessar este site.

Identificamos que voce está utilizando um versão desatualizada do seu navegador, clique ao lado para atualizar para sua versão mais recente.

Atualizar seu navegador

Seu navegador possui uma versão mais recente, atualize-o para poder acessar este site.

Identificamos que voce está utilizando um versão desatualizada do Internet Explorer, clique ao lado para atualizar para o Internet Explorer 8.

Instalar um novo navegador

É altamente recomendavel que instale um novo navegador, os indicados abaixo foram testados e indicados por orgãos responsavéis.

Motivo para atualização ou instalação de um novo navegador

Nosso site usa e abusa das novas tecnologias da web para ofereçer segurança, estabilidade e rapidez para a sua navegação, seu navegador esta desatualizado e não oferece compatibilidade para tais tecnologias, além deste site, ele pode estar influenciando toda sua navegação na internet negativamente, entenda mais motivos clicando aqui.